post

Ração Humana – FUJA DELA!

Ração Humana Pode Causar Prejuízos à Saúde

Ração humana: Não Recomendo!

Ração Humana: Não Recomendo

Uma assim chamada “ração humana” tem recebido destaque cada vez maior na mídia brasileira, inclusive em revistas de circulação nacional. No meu consultório, cada vez mais pacientes perguntam minha opinião sobre ração humana. Em vários sites, lemos que ração humana não possui contraindicação. Que ração humana pode ser consumida no lugar de uma das refeições. Que ração humana ajuda a perder peso. Que ração humana contribui para a saúde do coração e vasos sanguíneos, alivia sintomas da menopausa, solta o intestino. Lê-se até que ração humana ajuda a combater flacidez!

Ração Humana – A Verdade Tóxica Por Trás dos Grãos e Cereais

A própria FAO, segmento da Organização das Nações Unidas (ONU) para a agricultura e alimentação, reconhece  e informa a verdade: os grãos-legumes (por exemplo, soja) e grãos-cereais (por exemplo, trigo e aveia) contêm, naturalmente, uma série de substâncias tóxicas. Se ingeridas, essas substâncias interferem negativamente com vários aspectos da saúde humana.

Os grãos-legumes e grãos-cereais como aqueles presentes na ração humana, contêm antinutrientes. Antinutrientes são substâncias naturais que interferem negativamente com a absorção de nutrientes do nosso organismo. Entre esses nutrientes cuja absorção é prejudicada pelos antinutrientes dos grãos da ração humana estão o ferro (importante para a formação de hemoglobina do sangue), o magnésio (importante para manter o organismo sem dor, entre muitas outras funções), zinco (associado à fertilidade, inteligência e uma série de outras funções), cobre, cálcio, manganês, etc.

Os grãos, como os presentes na ração humana, contêm substâncias naturais tóxicas como, por exemplo, inibidores de protease, inibidores da amilase, hemaglutininas, saponinas, cianogênios, queladores de metais, entre outras. A presença dssas substâncias não apenas reduz o valor nutricional dos alimentos que você come, mas coloca em risco a sua saúde. (Quero aproveitar para deixar claro que não sou contra o consumo dessses grãos, mas a favor de ingeri-los sem tais antinutrientes. E isso é perfeitamente possível. CLIQUE AQUI e também AQUI para saber como prapará-los em casa de modo a neutralizar todas essas substâncias tóxicas dos seus grãos-legumes e grãos-cereais, e assim poder consumi-los em sua forma maximamente nutritiva).

Grãos-Cereais e Grãos-Legumes Integrais da Ração Humana Contêm tudo isso.

E a ração humana é justamente  à base desses grãos!

Então, quando você come ração humana, pode ter certeza de que está ingerindo essas substâncias tóxicas, também.

Os inibidores da protease e amilase, presentes nos grãos, inclusive os que compõem a ração humana, são prejudiciais ao nosso organismo pois inibem a ação de importantes enzimas digestivas, resultando numa digestão incompleta (e portanto absorção prejudicada) de nutrientes como proteínas e carboidratos.

As hemaglutininas presentes nos grãos, inclusive os que compõem a ração humana, são substâncias que tornam nosso sangue mais coagulável que o normal.

As saponinas que se encontram nos grãos, incluindo aqueles que compõem a ração humana, possuem propriedades hemolíticas e, segundo estudos, inibem o crescimento (Cheeke PR: “Nutritional and physiological properties of saponins.” Nutr. Rep. Intern. 13: 315).

Os cianogênios presentes nos grãos, incluindo os grãos presentes na ração humana, são substâncias altamente tóxicas pois se transformam facilmente em cianeto, que por sua vez interfere negativamente com a utilização de oxigênio pelas nossas células.

Assim, componentes da ração humana como a farinha de arroz integral, a aveia em flocos, o farelo de aveia, o milho do fubá, a fibra de trigo e principalmente a farinha de soja, contêm uma série de toxinas, inclusive inibidores de enzimas como a tripsina, quimotripsina, serina-endopeptidase e  cisteína-protease.

Os grãos, inclusive aqueles presentes na ração humana, são oleaginosos, ou seja, contêm em sua composição óleos delicadíssimos (por exemplo, de soja, de gérmen de trigo, de aveia, de milho) que se oxidam facilmente uma vez esfarelados esses grãos. Portanto, as farinhas e farelos presentes na ração humana contêm uma coleção de óleos oxidados. Óleos oxidados fazem mal para o coração, para as artérias, para a saúde como um todo, favorecendo o aparecimento e a manutenção de doenças degenerativas, dores crônicas e acelerando o processo de envelhecimento.

As fibras presentes nos componentes da ração humana, ao contrário da crença generalizada, não são necessariamente saudáveis. Fibras podem machucar, irritar a delicada parede intestinal. Essa irritação, que pode ser provocada não apenas pelas fibras mas também pelo gluten que se encontra no trigo e aveia, presentes na ração humana, faz com que aumente o número de evacuações, mas também propicia a má absorção de nutrientes. Por favor CLIQUE AQUI para ler explicações mais completas sobre as possíveis consequências dessa má absorção.

Alguns dos componentes da ração humana, como o trigo e a soja, são altamente alergênicos, encontrando-se inclusive entre os primeiros da lista dos alimentos mais alergênicos que se conhecem.

Incrível, portanto, alguns órgãos de imprensa difundirem que a ração humana não tem contraindicações. A propósito: E quem tem doença celíaca? Pode comer ração humana?? Óbvio que não!

As isoflavonas presentes na soja, componente da ração humana, são disruptores endócrinos. Longe de panacéias para resolver problemas hormonais, as isoflavonas interferem negativamente com o bom funcionamento da glândula tireóide outros hormônios do nosso organismo e deveriam ser evitadas a qualquer custo.

O guaraná em pó, presente na ração humana, possui propriedades estimulantes do sistema nervoso central (cérebro), o que não é nada bom se você consumir rotineiramente.

O cacau em pó, presente na ração humana, também possui ação estimulante do sistema nervoso central e não deveria ser utilizado rotineiramente. Estimulantes do sistema nervoso central são particularmente nocivos para fetos, pois essas substâncias atravessam a barreira hematoplacentária.

Conclusão: A febre atual envolvendo a assim chamada “ração humana” é mais uma prova da desinformação da qual nossa população é vítima. Não recomendo ração humana para ninguém.

Comentários dos Meus Leitores

  1. Imagem de Roney Belhassof comentou

    E como poderia ser criada uma ração humana eficaz? Algo que pudéssemos colocar em caixinhas e comer todo dia sem grandes trabalhos? Se a gente quiser ir a Marte como alimentar os astronautas?
    Bem antes da onda de ração humana venho procurando um alimento assim pela praticidade. Na sua opinião é impossível e tenho mesmo que cozinhar todo dia se quiser comer minimamente bem?

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Ótimas considerações, Roney!

      Acho que a tecnologia para o ser humano pisar em Marte virá antes do conhecimento de como sobreviver lá com plena saúde.

      Sobre a praticidade, é justamente em nome dela que acabamos consumindo alimentos industrializados, pré-prontos – e dentro do segmento que se preocupa com a saúde, optando por ração humana e afins.

      Mas aprendi, como médico, que o preço que pagamos pela praticidade pode ser nossa própria saúde! Mau humor, cansaço crônico, irritabilidade, labilidade emocional, ansiedade, depressão, enxaqueca, fibromialgia, distúrbio do déficit da atenção, TPM, síndrome dos ovários policísticos e até diabetes, problemas na tieróide, doenças cardiovasculares e câncer podem ser influenciados pela alimentação. E se existe uma verdadeira epidemia dessas doenças (todas vêm aumentando segundo as estatísticas), penso que também exista uma epidemia não-declarada de alimentação inadequada, por pura falta de conhecimento um pouco mais profundo.

      Escrevo no meu livro que a cozinha é, na minha opinião, a maior “farmácia”; e o garfo e faca podem ser os mais importantes instrumentos contra doenças!

  2. Imagem de CaioCaio comentou

    Puxa vida, desde que comecei a me preocupar com a qualidade da minha alimentação adotei como cafe-da-manhã um prato com frutas, iogurte natural e aveia em flocos finos será então que essa aveia pode estar sendo maléfica para o organismo??? Qual seria então uma alternativa?

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Caio, entendo sua preocupação. Na verdade, todos nós por aqui estamos atrás do que é melhor para nossa saúde, em termos de alimentação. E pelo visto, o caminho não é tão simples quanto parece. Sobre alternativa para um café-da-manhã “com” aveia em flocos finos, eu sugeriria um café-da-manhã “sem” essa aveia. Agora, sobre o que você deve ou não comer pela manhã, ou no almoço ou jantar, a decisão é inteiramente sua. A intenção deste meu site é meramente informativa, ilustrativa e acima de tudo informal, não devendo jamais ser confundido, nem de longe, com “aconselhamento médico”.

  3. Imagem de JoanaJoana comentou

    Não acredito nisso, pois esse produto é aprovado pelo ministério da saúde, e no mais a milhões de anos esses gãos são consumidos por seres humanos

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Joana, tenha a certeza que muitas, muitas outras pessoas compartilham sua opinião e não acreditam em uma palavra do texto acima sobre ração humana.

      Felizmente, cada um tem o direito de “acreditar” no que bem entender, e criar um lugar para manifestar sua opinião pessoal. O que eu “acredito” sobre este tópico, escrevi e fundamentei neste artigo.

      Sem dúvida estamos falando aqui de produtos legalizados e aprovados por órgãos regulamentadores, e portanto disponíveis para a população. Sobre sua afirmação da tal “ração humana” ser um produto aprovado pelo Ministério da Saúde do Brasil, não possuo nem pesquisei essa informação. Na minha opinião, “ser aprovado pelo Ministério da Saúde” não é necessariamente sinônimo de “ser bom para a saúde”. Se você acompanha meus artigos, já sabe que neste site focalizamos o “outro lado” dos produtos alimentícios aprovados pelas “autoridades”. A propósito, a farinha branca, a gordura vegetal, as bebidas alcoólicas, os cigarros e o açúcar branco também são produtos aprovados pelas autoridades regulamentadoras há muitas décadas, e nem por isso seu consumo é irrestritamente benéfico à saúde.

      Quanto ao consumo de grãos ocorrer há milhões de anos por seres humanos, isso não é verdade. Antes do advento da Agricultura, o homem era nômade e não plantava, portanto o consumo de grãos remonta ao início da civilização, há cerca de 10 mil anos. E mesmo assim, se você tivesse lido o artigo do link que indiquei, teria visto um apanhado histórico mais aprofundado do consumo de grãos pela civilização. Os grãos foram consumidos há milênios, sim – porém não da forma com que são consumidos atualmente. (Nunca é tarde para clicar naquele link e compreender mais!!).

  4. Imagem de Nilton MelloNilton Mello comentou

    Olá,
    Já há algum tempo tenho utilizado semente de linhaça triturada todos os dias no café da manhã, junto com granola.
    Qual sua opinião sobre a farinha de linhaça??
    Forte abraço.

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Nilton,

      É importante esfarelar a linhaça para tornar disponível o ômega-3 que as sementes contêm. Porém comprar farinha de linhaça já pronta não é boa idéia, pois o ômega-3, uma vez exposto ao se esfarelar a linhaça, oxida-se rapidamente, tornando-se prejudicial à saúde. O melhor é comprar as sementes de linhaça inteiras e moer a linhaça imediatamente antes de consumi-la.

      No caso específico da ração humana, não sei se a linhaça vem inteira ou esfarelada.

  5. Imagem de MarthaMartha comentou

    Dr Alexandre,
    Paz e Luz!
    Se responder a pergunta do Caio já respondeu a minha!

  6. Imagem de julia guimarãesjulia guimarães comentou

    Doutor e se eu fizer uma vitamina de mamão papaia batido com suco de laranja ,1 colher de linhaça em pó da amarela que vem do Canada e uma colher de farelo de aveia da mãe terra? E tomar todo dia pela manhã? Tem alguma contra indicação? Principalmente o uso da linhaça dourada em pó?

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Julia!

      LInhaça é ótimo, mas compre sua linhaça “inteira”, e não “esfarelada”, pois uma vez quebradas as sementes, os delicados (e benéficos) óleos ômega-3 se oxidam muito fácil e rapidamente. Portanto para obter o máximo benefício da linhaça, moa os grãos imediatamente antes de consumi-los. Minha opinião sobre linhaça comum versus linhaça dourada é que, embora esta última tenha maior concentração de ômega-3, na prática isso não fará diferença se consumirmos um pouco de linhaça qualquer linhaça – diariamente. No caso específico da ração humana, não faço a menor idéia se ela vem inteira ou esfarelada.

      Quanto à aveia, na minha opinião para que seja verdadeiramente saudável, ela requer cuidados especiais em seu armazenamento e preparo, conforme expliquei no meu artigo e no link que lá está.

  7. Imagem de Mônica PenaMônica Pena comentou

    Eu também, todas as manhãs como frutas com yogurte natural, aveia em flocos e linhaça, o de devo fazer? tiro aveia e linhaça deixo o yogurte ou vice-versa?
    Afinal tenho muita enxaqueca, já li seu livro, inclusive o da sua esposa sobre a alimentação, mas achei as receitas muito dificil de utilizar e demoradas, apenas se eu levantar as 4 da manha daria conta de tomar o cafe da manha que ela orienta no livro.

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Mônica,

      No livro da Pat tem a receita do Mingau de Aveia cujo modo tradicional de preparo neutraliza os antinutrientes!

      Em casa no dia-a-dia, a Pat bate diariamente no liquidificador, para nós, iogurte natural e integral (não desnatado!) + uma fruta do tipo banana ou maçã. Não leva mais de 2 minutos para preparar, faz o mínimo de sujeira e nos mantém saciados até a hora do almoço!

      Sobre a sua dificuldade em fazer as receitas dos livros, convido-a a repensar: quais as receitas de café-da-manhã dos livros, que exigem levantar às 4 da manhã para preparar? No meu livro, eu recomendo para minha Dieta dos 3 primeiros meses unicamente uma bebida como café-da-manhã (e coloco a receita) à base de iogurte e fruta que leva menos de 2 minutos para preparar. O livro da Pat, que é especificamente de culinária, fala, no tópico “café-da-manhã”, de Leite de Coco Caseiro (menos de 2 minutos de preparo), Leite de Castanhas (menos de 2 minutos de preparo), bebida matinal lactofermentada (cerca de 5 minutos de preparo), omelete (10 minutos de preparo) e Queijinho de Ameixa (5 minutos de preparo). O livro da Pat também fala de receitas que levam mais tempo para preparar, como iogurte caseiro – porém uma vez preparado o iogurte caseiro, você pode utilizá-lo de imediato no seu dia-a-dia. Além do iogurte caseiro, o livro da Pat tem uma receita caseira de granola – que pelo meu conhecimento atual, não recomendaria de jeito nenhum para uso diário ou rotineiro, mas que uma vez preparada (sim, leva horas para preparar) pode ser mantida refrigerada para uso imediato. O Cream Cheese caseiro leva 6 horas para ficar pronto, porém você tem apenas 10 minutos de trabalho, 3 para colocar o iogurte na peneira e 7 para retirar o Cream Cheese pronto, 6 horas mais tarde, misturá-lo aos demais ingredientes e armazená-lo para consumo imediato por semanas a fio. As Torradas Especiais com Compota de Frutas requerem um tempo de várias horas para o pré-preparo da Compota. Mas isso pode ser feito num final-de-semana ou feriado, e não às 4 da manhã. As Panquecas de Gengibre são a única receita cujo preparo leva, de fato, 1 hora e meia para preparar. Mas isso é mais que razoável para quem desejar, algum dia especial e com mais tempo, preparar um café-da-manhã diferente.

      De qualquer modo, e voltando ao tópico ração humana, não recomendaria a tal da ração humana como alternativa rápida para uma refeição saudável.

      • Imagem de Mônica PenaMônica Pena comentou

        Dr. Alexandre,
        É claro que exagerei nas 4 da manhã, porém se não confiasse no que você diz nem estaria lendo seus comentários, é porque acredito no que diz que realmente, coloquei em debate a demora dos preparos, inclusive acho super interessante o modo pelo qual você responde as perguntas, pois sempre explica o motivo pelo qual não devemos utilizar tal produto.
        Obrigada pelas explicações.

  8. Imagem de ElaineElaine comentou

    Dr. Alexandre, parabéns pelo excelente artigo, como sempre muito esclarecedor. Obrigada por compartilhar seus estudos e conhecimentos conosco. Como nutricionista me sinto privilegiada em ter acesso e poder repassar esses conhecimentos aos meus pacientes. Aqui aprendo coisas que não aprendi na faculdade. Um abraço.

  9. Imagem de tiana oliveiratiana oliveira comentou

    Oi dr!
    Posso usar a aveia e fubá, na papinha de meu filho ,desde q seja bbeem cozida?
    obrigada

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Tiana,

      Não sou favorável a aveia ou fubá nas papinhas de bebês. Sugiro a você que visite o site da minha esposa, a culinarista Pat Feldman, e no campo destinado à pesquisa, digite a palavra papinha, para ler vários artigos e receitas que utilizamos em casa para nosso filho.

  10. Imagem de Diva Moraes Falcão comentou

    Dr. Alexandre,

    Aqui em Belo Horizonte, no bairro onde moro, há uma febre de consumo dessa tal “ração humana”.
    Salões de beleza, costureiras, etc…

    Já estou orientando pessoas à respeito.
    Deverei tirar xerox deste seu artigo e distribuí-lo às pessoas que já estão em pleno consumo.

    É realmente uma matéria de utilidade pública.

    O seu site e o da Pat, já repassei para várias pessoas, com o intuito mesmo de informar, salvando essas pessoas de sérios problemas de saúde.

    Grata pelas informaçõe e preciosos ensinamentos.
    Diva Falcão.

  11. Imagem de nadja maria santos das chagasnadja maria santos das chagas comentou

    Olá Dr.Alexandre!
    Muito obrigada por partilhar conosco dos seus conhecimentos.
    Concordo plenamente com sua opinião.
    Acredito que existem muitas informações que não são bem escla-
    recidas.
    Que Deus o abençõe e a sua família!

  12. Imagem de CibeleCibele comentou

    Olá Dr. Alexandre,

    Tenho um bebê de 10 meses e desde os 4 meses, por conta de várias cólicas, adotamos por extinguir a lactose e adotar o uso de leite de soja (Isomil), recomendada pela pediatra. Porém fiquei muito preocupada com esse artigo que inclui a soja como vilã? Essa minha preocupação é plausível? Obrigada, desde já, pelos esclarecimentos prestados.

  13. Imagem de GiselleGiselle comentou

    Olá Dr. Alexandre.
    Já estava interessada em comprar essa ração por que amigas estão usando. Desisti! Agora já repassei a matéria e seu site pra elas.
    Obrigada pela orientação.
    Giselle

  14. Imagem de Edna Rosa de JesusEdna Rosa de Jesus comentou

    Dr. Alexandre tenho pouco tempo mais consigo por em prática todas as receitas de café da manha da Pat que são maravilhosas. Eu não consigo mais usar a granola que vem pronta. Faço em final de semana a granola maravilhosa que aprendi lendo o livro, congelo e uso até mais tempo que o recomendado no livro. Acho um absurdo a tal ração humana!Parabéns e obrigada pelos escarecimentos!! Edna (goiânia – Goiás.

  15. Imagem de FRANCINE comentou

    Olá Dr Alexandre!
    Anos atrás, no começo da faculdade, fiquei bem irritada com seus artigos e fui bem indelicada com o sr. Lembra? Eu estava empolgada demais com o curso e com a visão bastante limitada da época, achava que a alimentação e nutrição era um campo exclusivo dos nutricionsitas. Continuo muito empolgada com a nutrição, ciência que amo, contudo, mais amadurecida, aprendi a admirar e a respeitar o seu trabalho e o da Pat, de quem me tornei fã.
    Compartilho com vcs, muitas opiniões sobre os alimentos e em minha prática clínica dissemino também este conceito de alimentação equilibrada, variada e de VERDADE.
    Assim como a Elaine (que escreveu acima), também estou sempre dando uma passadinha pelo seu site e pelo da Pat. Em breve o meu site estará no ar e será um bom veículo para divulgar muitos textos produzidos por vocês, citando a fonte, é claro.
    O meu abraço a vocês, acompanhado do meu pedido de desculpas.
    Francine

  16. Imagem de ClaryanaClaryana comentou

    Dr. Alexandre, mais uma vez excelente artigo! Realmente o consumo de grãos pelos seres humanos é algo recente, e não era consumido por nossos antepassados. A ração humana é mais uma falácia da “saúde”. Infelizmente estamos longe de poder confiar em “alimentos” aprovados por nossos órgãos de “saúde”.

    Há alguns anos mudei minha alimentação radicalmente, seguindo muito de suas sugestões de estilo de vida e também visito e leio sempre artigos e livros da Weston P. Foundation, livros de nutrição tradicional (Nourishing Traditions) e estou muito satisfeita e feliz. Vale a pena todo o empenho e mudança para uma melhor qualidade de vida.

    Não concordo com as pessoas que buscam um “alimento” único super prático com todos os nutrientes, que alimente e não dê o mínimo trabalho para preparar…apenas abrir e comer. Isso de certa forma é ir contra a natureza humana. Nós somos seres em movimento que buscávamos, caçávamos e preparávamos seu alimento, fazendo deste momento algo muito importante. É claro que hoje em dia, as pessoas são bastante ocupadas e tudo mais, mas o mínimo de esforço não faz mal a ninguém. Eu sou bióloga, pesquisadora e também tenho meu dia-dia super atarefado, mas não abro mão da minha alimentação e estilo de vida. E isso reflete também na minha prdutividade no trabalho e nos relacionamentos pessoais e profissionais.
    Aliás, acabei me lembrando o quanto é fácil e prático comer uma banana por exemplo, ou castanhas…Daria o mesmo (se não menos) “trabalho” que preparar a tal “ração humana”.

    Dr. Alexandre, mais uma vez quero lhe parabenizar!

    Edna, também sou de Goiânia e fico feliz em saber que tem alguém da minha cidade que também segue o estilo de alimentação proposto pelo Dr. ALexandre e pela Pat.

    Abraços

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Claryana, muito obrigado! Estou até pensando em organizar um grupo para irmos todos ao proximo congresso da Weston A. Price Foundation em novembro de 2010.

  17. Imagem de julia guimarãesjulia guimarães comentou

    Doutor,obrigada pela resposta! é verdade mesmo,eu mesma peguei a receita da ração humana, e quase fiz. Só não comprei porque tenho a linhaça e o farelo de aveia que pra mim já são ideais para comer com fruta.
    Só não comprei a linhaça normal porque da marrom só tem inteira (produzido pela mãe terra) e disseram que a melhor era a dourada que é produzida no Canada (por isso comprei em pó),pois aqui dizem que não temos solo adequado para o plantio da dourada. Mas,acho que se guardada ,bem fechada,num recipiente escuro,o pó não deve oxidar tão rapidamente.
    Bom, em todo caso,minha tia anda para todo lado com a ração humana e eu já enviei seus comentários para não usar a ração humana.
    Obrigada
    Julia

  18. Imagem de Fátima comentou

    Eu acho que nós consumidores, estamos mais perdidos do que cego no meio de um tiroteio. Um dia a mídia propaga maravilhas sobre determinados alimentos, pouco tempo depois, esses mesmos alimentos se tornam verdadeiros vilões! Sinceramente, estou muito confusa. De qualquer maneira, vou procurar visitar mais o seu site e o da Pat. Obrigada. Fátima.

  19. Imagem de Andréa comentou

    Bom dia Dr. Alexandre.
    Olha, como no artigo da sua esposa, só esse nome, Ração Humana, passa um mal estar para a gente.
    Eu engordei muito, resolvi dar um basta, procurei uma nutricionista e entrei na academia em 30 dias, eliminei 5 quilos, comendo coisas saudáveis e fazendo exercícios.
    Dr. queria pedir sua ajuda.
    Essa semana estive num neuro, pois volta e meia eu tenho dor de cabeça, uma dor de cabeça setorizada, é uma pontada no lodo esquerdo da cabeça.
    Ele me passou vários exames e me receitou o Toptil.
    Eu li seu artigo sobre esse medicamento e me recuso a toma-lo.
    Será que eu posso resolver esse meu problema de dor de cabeça só com a alimentação?
    Tenho medo de tomar esses remédios controlados.
    Acho que vou buscar outra opinião.

    • Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

      Olá Andréia,

      Parabéns pelas suas recentes decisões de mudar seu estilo de vida para solucionar sem problema de peso.

      Eu escrevi um artigo com minha opinião sobre seu questionamento, intitulado A Cura da Enxaqueca. Clique no link para dar uma olhada.

  20. Imagem de LeonildaLeonilda comentou

    Posso dizer com certeza que depois que fiz consulta com o Sr. e parei de ingerir todas os graos desordenadamente como era de costume aqui em casa, em nome da nossa saude, as minhas crises de enxaqueca reduziram muito. Entao, quando surgiu essa febre da racao humana, nem comprei pelo fato doa antinutrientes. Muito obrigada por suas informacoes.
    Leonilda.